Ai Flores, Ai Flores do Verde Pinho

Dia Mundial da Língua Portuguesa





Ai flores, ai flores do verde pinho, se sabedes novas do meu amigo? Ai Deus, e u é? Ai flores, ai flores do verde ramo, se sabedes novas do meu amado? Ai Deus, e u é? Se sabedes novas do meu amigo, aquel que mentiu do que pôs comigo? Ai Deus, e u é? Se sabedes novas do meu amado, aquel que mentiu do qui mi há jurado? Ai Deus, e u é? Vós me perguntardes polo voss'amigo, e eu bem vos digo que é sã'e vivo. Ai Deus, e u é? Vós me perguntardes polo voss'amado, e eu bem vos digo que é viv'e são. Ai Deus, e u é? E eu bem vos digo que é sã'e vivo e seera vosc'ant'o prazo saído. Ai Deus, e u é? E eu bem vos digo que é viv' e são e seera vosc'ant'o prazo passado Ai Deus, e u é? Dom Denis [El-rei ~] [= Tav 25]

Comentários

  1. Gostei, gostei bastante!
    Tudo de bom para vocês!

    Beijos. Boa tarde!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Recordei ter estudado e feito a leitura na turma deste "poema" (cantigas de amigo? Ai, esta memória), no 11.º ano. A versão musical era outra, a uma só voz. Na altura, não ousei tentar cantar (a adolescência!!!)
      Beijos meus.

      Eliminar

Publicar um comentário

Este blogue é feito de histórias reais, emoções, prazeres, opiniões e alguma ficção. Também de pessoas que interagem e de uma mão que se estende, mesmo que cheia de nadas.

Não deixe de comentar!
Um abraço.
Paulo.