Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2020

Namorar é

Isto não vai correr bem

Desafio de Escrita dos Pássaros #2.1.


Imagem de Javier Robles por Pixabay
No nosso país, a palavra racismo tem vindo a ser utilizada de forma indiscriminada, com o cerne da questão nos indivíduos de raça negra. Este fenómeno consiste “no preconceito e na discriminação com base em perceções sociais baseadas em diferenças biológicas entre os povos.”
Nos últimos tempos, atos das forças policiais e pensamentos de alguns políticos têm sido denominados como tal, sem esquecer a morte de um jovem estudante. Apesar de não concordar com alguns dos comportamentos citados, importa referir que o racismo também tem como foco, indivíduos de raça branca, experiência que já vivenciei.
Por cá, o uso abusivo do conceito pode ter consequências nefastas. Os meios de comunicação social continuam a deturpar ou a disseminar, de forma agreste, realidades manipuladas que visam estimular discursos de ódio. Urge não nos deixarmos contagiar e ter em atenção os conteúdos divulgados e comentados nas redes sociais. 

Vamos acabar com o bullying

As duas primeiras temporadas de POSE

Em Portugal, até ao momento, as duas primeiras temporadas da série POSE, do canal FX, estão disponíveis na HBO. Na Netflix podemos encontrar a primeira.
Esta é uma série dramática, que nos permite aprender, ao contactar com uma realidade de variáveis longânimes. O elenco é predominantemente transexual, afro e latino-americano. Por vezes, pensamos ver Fame ou algumas das cenas do filme Filadélfia. Como pontos fortes, o elenco, a direção de atores, a banda sonora, o argumento, os figurinos e a luz. POSE consegue ser doce e divertida, enquanto ácida e cruel.
A 1.ª temporada decorre em 1987/88. Muitos jovens homossexuais ou transexuais, após serem postos fora de casa, pelos pais, são acolhidos, do mundo da criminalidade, drogas ou pobreza extremas, por algumas mães transexuais; neste caso homens que se sentem mulheres, com um profundo instinto maternal. Assim se formam as casas representativas das noites de baile, competindo entre si, com glamour, moda e passos de dança inovadores. O f…

O filme: Corre Rapaz Corre

Run Boy Run
Corre Rapaz Corre (Alemanha, Polónia e França, 2013) é um filme dramático, entre alusivo aos tempos da segunda grande guerra mundial, baseado em factos reais. Encontra-se disponível, gratuitamente, no catálogo da Rakuten TV.
Esta é uma obra repleta de sentimento, sensibilidade, beleza e valores, que nos permite acompanhar um pequeno órfão que, com a ajuda do pai, conseguiu fugir dos campos de concentração. Na sua senda, perdido na floresta ou a mendigar de porta em porta, oferecendo-se para trabalhar em quintas, o ódio dos seguidores da doutrina de Hitler. A circuncisão era suficiente para comprovar a origem judaica. 
Um filme perante o qual não ficamos indiferentes, com a mestria, o poder e os ensinamentos de O Menino do Pijama às Riscas e A Vida é Bela
Alguns dos momentos mais marcantes desta obra consistem no abate indiscriminado do cão de companhia do menino que um dia o salvou da morte, por soldados; a solidão; a perda de uma mão e parte do braço, durante trabalhos de…

Entre a Luz e a Sombra

Desafio de Escrita dos Pássaros #17



Os tempos de luz revelam-se inóspitos.  A verdade assola fantasmas do passado, enquanto forças apregoam a perfeição e os valores de outrora. Um séquito sombrio, capaz de gerar violência, intolerância e várias formas de xenofobia cresce, por entre as sombras dos erros daqueles que abusaram das regalias ou potenciais de um povo.
A luz tornou-se ténue. A sombra deu lugar à replicação dos parasitas que disseminam o ódio e comiseração forjada. Entre a luz e a sombra vive a verdade. Por vezes, utópica, mas muitas vezes domada pela força de certas penumbras elitistas.
O som daquele grito ecoou. Entre a luz e a sombra, os deveres e os direitos apresentam assimetrias. O ataque começou. Daquela voz, pouco mais se ouviu. Seguiu-se um jato de sangue, num apelo estranho ao silêncio dos inocentes.
Entre a luz e a sombra, muitos são os erros. Enganos que enriquecem uns, enfraquecendo outros, pondo em causa o futuro.
Entre a luz e a sombra…

Madonna - Vogue

Na senda de POSE...



Quando o videoclipe foi lançado, que realidade pensou este retratar?

A banda sonora de POSE

POSE, série disponível, na sua 1.ª temporada, na Netflix e cujas duas primeiras encontramos na HBO Portugal, tem-me fascinado. Brevemente, escreverei a respeito. Para esta noite, deixo-vos a banda sonora das 2 temporadas disponíveis.






Dos incêndios na Austrália

No Facebook do blogue partilhei 2 a 3 fotografias chocantes, partes integrantes de notícias, de animais carbonizados face aos trágicos incêndios que têm vindo a dizimar parte do continente australiano.  Num comentário fui "insultado", por alguém que não me conhece e que afirmou estar a divertir-me com a situação.

De facto, regra geral, avaliamos a utilização das redes sociais, por parte dos outros, de acordo com o uso que delas fazemos. Isto é, independentemente do perfil, se as utilizo para alimentar o meu Ego e projetar a minha vaidade, terei como tendência considerar que os outros também assim o fazem.
Neste e noutros casos, entendo que a verdade deve ser mostrada, por muito chocante que seja. Só assim conseguimos consciencializar e levar as notícias a alguns, mais avessos à leitura ou que, por qualquer razão, não acederam à notícia.
Dos incêndios de outubro de 2017, no nosso país, muitos foram os meses em que o cheiro a animais carbonizados pairou no ar. Não existem tes…

Vida adulta: uma vaca em chamas

Desafio de Escrita dos Pássaros #16



Certo dia, todos almejamos a fase adulta. Naqueles tempos, pelos corredores da faculdade, esta estava associada ao casamento e a um conto de fadas trivial. Isto, para alguns, já que outros pretendiam a dependência económica dos seus progenitores e a concretização de sonhos, alguns dos quais bizarros, para aquele tempo. Os sapos surgiram, um dos sapatos não se perdeu no baile de finalistas, o amor deu lugar ao devaneio e o ser perfeito revelou outra face. Nem todas as conquistas foram fáceis ou alcançadas. Os honorários desmoronaram-se, alguns amores tornaram-se impossíveis ou incompatíveis com casamentos previamente traçados por alguém. O Rui não viveu uma história de amor com o João. Ainda hoje há quem diga que estão impedidos de tal e condenados ao Inferno. O Pedro, tão cedo, disse-nos adeus, com o corpo em chamas, face ao tratamento de uma doença que julgávamos associada a maus-hábitos.
Com o decorrer do tempo, compreendi que a justiça é utópic…

Com a reforma do Pai Natal

Desafio de Escrita dos Pássaros #15

O Pai Natal há muito solicitou a reforma. Demência e artrites várias não foram razões suficientes para que o Governo português agilizasse o processo com a rapidez necessária. Afinal, ele não se dedicou à política, nem manteve conhecimentos em certa orla social. O deferimento foi conseguido já no mês de dezembro, o que desesperou Rodolfo, incumbido de recrutar um novo sujeito para o cargo, independentemente da nacionalidade
Não foi difícil divulgar a vaga de emprego. Os candidatos logo surgiram, em grande número, para tão curto espaço de tempo, entre pessoas repletas de energia, esteroides e algum botox. Na fila de espera, as conversas divergiam entre aqueles que temiam tornar-se “porcas”, com a chegada da época natalícia, sem acesso ao ginásio e os que receavam a ausência da “internet” móvel, por forma a divulgar as fotografias das funções, nos diferentes lugares. Isto, sem esquecer a falta de tempo para as “nudes”, testar e divulgar mil e um produ…