Avançar para o conteúdo principal

O filme: Corre Rapaz Corre

Run Boy Run
Corre Rapaz Corre (Alemanha, Polónia e França, 2013) é um filme dramático, entre alusivo aos tempos da segunda grande guerra mundial, baseado em factos reais. Encontra-se disponível, gratuitamente, no catálogo da Rakuten TV.
Esta é uma obra repleta de sentimento, sensibilidade, beleza e valores, que nos permite acompanhar um pequeno órfão que, com a ajuda do pai, conseguiu fugir dos campos de concentração. Na sua senda, perdido na floresta ou a mendigar de porta em porta, oferecendo-se para trabalhar em quintas, o ódio dos seguidores da doutrina de Hitler. A circuncisão era suficiente para comprovar a origem judaica. 
Um filme perante o qual não ficamos indiferentes, com a mestria, o poder e os ensinamentos de O Menino do Pijama às Riscas e A Vida é Bela
Alguns dos momentos mais marcantes desta obra consistem no abate indiscriminado do cão de companhia do menino que um dia o salvou da morte, por soldados; a solidão; a perda de uma mão e parte do braço, durante trabalhos de…

Prendas úteis até 15 euros

De acordo com os vídeos deixados no IGTV e com as fotografias no Instagram do blogue, algumas das nossas recordações não carecem de grande dispêndio económico. Como é extremamente importante Reutilizar, pode oferecer algo de que já se desprendeu. Por outro lado, em vez de papel, utilize tecidos velhos nos embrulhos. Estes, podem ser reutilizados. 

Eis algumas dicas, com preços até 15 €:

Livros infantis do Pingo Doce, neste caso, o Vem Conhecer os Sentimentos, que adquiri para oferecer a uma criança de 4 anos, por forma a incentivar para a leitura, promover o espírito crítico e a cidadania.
Vem Conhecer os Sentimentos do Pingo Doce


Kakebo, adquirido na Wook, para gerir as suas finanças durante o ano.

Kakebo 2020


Agenda 2020 na FNAC

Agenda semanal 2020 - Good Vibes Only


Artigo não patrocinado. 
Fotografias da minha autoria.

Comentários

  1. Eu começo no Verão a comprar presentes, só coisinhas úteis e personalizadas... Prefiro que não em oferecam por oferecer , acumula-se tralha em casa. Venham de lá meias, pijamas, panos de cozinha, livros, que isso usa-se, gasta-se e dá sempre jeito. O meu cunhado no natal passado , ofereceu-me um caixote do lixo para a WC, o que eu queria, da cor que queria, era que me fazia falta... :))) Os meus cremes, perfume (uso o mesmo desde os 18) ou coisas mais pessoais, esses escolho eu . Boas festas , querido PP

    ResponderEliminar
  2. what? já não há aprovação de comentários?! E se eu tivesse feito uma confidência?

    ResponderEliminar
  3. Eu é raro passar um Natal sem oferecer livros... acho que este ano é excepção.
    Mas terei o resto do ano para compensar. 😊

    Paulo,

    Hoje vim trazer-te o meu Cartão de Boas Festas.

    CARTÃO DE BOAS FESTAS 🎄
    (por favor clica no link)

    Beijinhos Natalícios
    (^^)


    P.S. não sei se nesta caixa de comentários o link incorporado que aqui coloquei vai resultar...

    ResponderEliminar
  4. Por norma já só se oferece aos pequenitos e filhos. Mesmo que passemos com outra família. O que fazemos é o amiguinho invisível. Assim só se dá uma se recebe uma. Isso de embrulhar em tecidos até era capaz de ficar giro. O problema é que, por vezes, guardamos tudo para a última. Depois é mais fácil comprar os saquinhos de papel. Já não tenho muita paciência.
    Esse livro que recomenda vou tentar se o encontro depois do Natal, pode ser que até esteja barato!
    -
    Como já havia escrito, farei uma pausa para preparativos do Natal. Passarei em família, mas fora de casa.

    Desejo-vos um Santo e feliz Natal, extensivo aos vossos Familiares e amigos. Voltarei assim que me for possível.
    FELIZ NATAL
    Um Natal harmonioso para todos nós...

    Espero que, Mamã e Filho, se encontrem bem.:) Beijos

    https://media0.giphy.com/media/Xbt7zagzxRlOQm2cdj/giphy.gif

    ResponderEliminar
  5. Ainda bem que me recordaste.
    Num destes dias, as minhas respostas não apareciam.
    Vou já tratar disso!
    Obrigado!

    ResponderEliminar
  6. Resultou perfeitamente. Obrigado 🌹
    Todos os dias são e podem ser natal.

    Beijo grande. https://media2.giphy.com/media/r3jTnU6iEwpbO/giphy.gif

    ResponderEliminar
  7. Por falar em caixote, também eu preciso de um para o escritório. Daqueles grandes.
    Como durante 7 anos deu lugar ao quarto da minha avó, mantendo-se a estante e as secretárias, sem que as usasse, à exceção da estante, claro, mas com muito cuidado, agora deparo-me com cada tesouro a reciclar: disquetes, CD-RW, materiais pedagógicos que já não se utilizam por não estarem em conformidade com o Windows atual, etc.

    Um natal muito feliz e doce. https://media2.giphy.com/media/XLxOIDIwFN95u/giphy.gif

    ResponderEliminar
  8. O livro não é muito caro, Cidália. Não registei o preço, pois tal como disse, ofereci-o a um menino de 4 anos. Aplica-se aos seus dois netos.
    Com o decorrer dos anos, em função das experiências de vida, creio que o espírito de natal vai-se perdendo. É como se deixasse de haver certa magia em nós.

    Uma vez mais, muito obrigado.
    Boas festas.
    Beijos. https://media3.giphy.com/media/iWWIFzpnfuuQg/giphy.gif

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Este blogue é feito de histórias reais, que se misturam com emoções e valores, entre alguma ficção. Também de pessoas com opinião, sentimento e uma mão que se estende.

Não deixe de comentar!


Um abraço do
P. P.

Mensagens populares deste blogue

O Professor está a dar cabo de mim

Pelo que ao ler, não deixe de abrir as hiperligações.

Ao longo dos anos, a vida de professor tem-se revelado “stressante”, associada a percursos deambulantes, com propósitos dúbios. Assim induz um Ministério insensível, intolerante, inerte, incapaz e desatento à saúde dos seus atores. Os dias de tranquilidade parecem não se avistar, tal é Esta Vida de Marinheiro. Por vezes, por forma a avaliar o nosso humor, já que os deuses devem estar loucos, há Azar na Praia.
A vigilância de exames é uma das minhas aventuras intermináveis. O mutismo forçado e a postura “hirta”, sem nada de estimulante, qual Amocha Maria. A ansiedade instala-se, pois ver alunos em sofrimento, sem nada poder fazer não me é fácil. Dias em que. Não tem Talo o Grelo.
Naquela manhã, o calor fazia-se sentir, adivinhando-se não encontrar quem dissesse: “Eu Descasco-lhe a Banana”. Após o duche, decidi vestir uns calções confortáveis, aparentemente adequados, apesar de ter emagrecido. Ao sair de casa, já atrasado, eis que a min…

Amor Marginal

O Afastamento dos Professores do Ensino