As estrelas também deixam de brilhar




Na minha adolescência, os Roxette foram uma banda de suma importância. 
As suas músicas, na banda sonora de Pretty Woman, Um Sonho de Mulher, intensificaram os devaneios em redor da Cinderela moderna. 
Hoje, com 61 anos, Marie Fredriksson perdeu a luta contra um tumor cerebral. Resta-nos uma obra intemporal. 

Para que possa recordar ou descobrir os êxitos desta banda, da qual foi vocalista, deixo-lhe uma lista no Spotify e no YouTube Music










Comentários

  1. Gostava apenas das canções mais enérgicas, não das baladas. E sobretudo da energia dela nos vídeos, do ar rebelde e poderoso, dela em palco de guitarra na mão. Ainda hoje é cada vez mais raro que as vocalistas toquem, assim como a PJ Harvey, de quem também gosto. A maioria limita-se a cantarolar e muitas investem sobretudo a abanar o rabo. Nos anos 80 a música brilhava mais, por mais simples que fosse.Que pena, tão jovem ainda.

    ResponderEliminar
  2. Mais uma grande estrela que parte. Ficam as suas musicas para nos continuar a deliciar. Sempre gostei da Banda!

    Paz à sua Alma!🙏🙏

    ResponderEliminar
  3. Será destaque amanhã lá no meu cantinho.

    ResponderEliminar
  4. Verdade, fazem parte de toda uma geração...é triste ver partir assim...

    ResponderEliminar
  5. A década de 80 foi muito rica no domínio artístico e criativo. Dela fazem parte as minhas músicas preferidas.

    ResponderEliminar
  6. Que assim seja.

    Já partiu o David Bowie, a vocalista dos The Cranberries... Sinto-me cada dia mais só. https://media1.giphy.com/media/jRtGjzkm8JbRC/giphy.gif

    ResponderEliminar
  7. Sempre "aquela" doença...
    Dói. https://media2.giphy.com/media/qQdL532ZANbjy/giphy.gif

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Este blogue é feito de histórias reais, emoções, prazeres, opiniões e alguma ficção. Também de pessoas que interagem e de uma mão que se estende, mesmo que cheia de nadas.

Não deixe de comentar!
Um abraço.
Paulo.