Avançar para o conteúdo principal

R.E.M. - Everybody Hurts

Quantas lágrimas,
Quantas recordações...

Do séquito das emoções, as memórias...
Todos nos magoamos, mas a dor maior pode estar tão perto de nós, camuflada por sinais no dialeto de um abismo.

Discutir-se o salário médio

A Professora Doutora Raquel Varela, numa das suas intervenções no programa O Último Apaga a Luz, da RTP3, defendeu a importância de discutir-se o salário médio

No seu blogue, atinente ao plasmado no programa citado, escreveu: "... o salário médio, cerca de 950/1000 euros, é o mínimo para se sobreviver; e o mínimo – 635 euros – é de facto o salário miserável. É urgente passarmos da discussão da “mais pobreza ou menos pobreza” para falarmos de qualidade de vida, do direito a viver dignamente do trabalho, sem chegar ao fim do mês com mês e sem dinheiro. Sem poder ter vida própria, acesso à cultura, ir ao cinema ou ao teatro, ir de férias – a maioria dos portugueses, na indústria, nos serviços, e mesmo nas profissões qualificadas, hoje trabalha para pagar contas essenciais..." Varela, Raquel (2019). É Urgente Discutir-se o Salário Médio. Acedido aqui, em 23/11/19, às 2:43PM 



Comentários

Mensagens populares deste blogue

O Professor está a dar cabo de mim

Pelo que ao ler, não deixe de abrir as hiperligações.

Ao longo dos anos, a vida de professor tem-se revelado “stressante”, associada a percursos deambulantes, com propósitos dúbios. Assim induz um Ministério insensível, intolerante, inerte, incapaz e desatento à saúde dos seus atores. Os dias de tranquilidade parecem não se avistar, tal é Esta Vida de Marinheiro. Por vezes, por forma a avaliar o nosso humor, já que os deuses devem estar loucos, há Azar na Praia.
A vigilância de exames é uma das minhas aventuras intermináveis. O mutismo forçado e a postura “hirta”, sem nada de estimulante, qual Amocha Maria. A ansiedade instala-se, pois ver alunos em sofrimento, sem nada poder fazer não me é fácil. Dias em que. Não tem Talo o Grelo.
Naquela manhã, o calor fazia-se sentir, adivinhando-se não encontrar quem dissesse: “Eu Descasco-lhe a Banana”. Após o duche, decidi vestir uns calções confortáveis, aparentemente adequados, apesar de ter emagrecido. Ao sair de casa, já atrasado, eis que a min…

Amor Marginal