Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2019

As duas primeiras temporadas de POSE

Em Portugal, até ao momento, as duas primeiras temporadas da série POSE, do canal FX, estão disponíveis na HBO. Na Netflix podemos encontrar a primeira.
Esta é uma série dramática, que nos permite aprender, ao contactar com uma realidade de variáveis longânimes. O elenco é predominantemente transexual, afro e latino-americano. Por vezes, pensamos ver Fame ou algumas das cenas do filme Filadélfia. Como pontos fortes, o elenco, a direção de atores, a banda sonora, o argumento, os figurinos e a luz. POSE consegue ser doce e divertida, enquanto ácida e cruel.
A 1.ª temporada decorre em 1987/88. Muitos jovens homossexuais ou transexuais, após serem postos fora de casa, pelos pais, são acolhidos, do mundo da criminalidade, drogas ou pobreza extremas, por algumas mães transexuais; neste caso homens que se sentem mulheres, com um profundo instinto maternal. Assim se formam as casas representativas das noites de baile, competindo entre si, com glamour, moda e passos de dança inovadores. O f…

Duran Duran - The Wild Boys

Há um tempo para chorar

Aqueles pássaros não se calam

Desafio de Escrita dos Pássaros #12

Atualmente, não obstante, a facilidade na procura de factos e conhecimentos, a “verdade” parece despojada de ética e princípios basilares. Nem todas as verdades são absolutas, mas algumas deambulam ao sabor de interesses que perigam a evolução do Homem e da sociedade.


Muitos pássaros não se calam, enquanto entram nas nossas casas, na forma de vozes ou escritos. São hediondos ou verosímeis. Pretendem moldar a nossa forma de pensar e estar. Ao sabor de interesses económicos ou políticos relatam constatações, as suas, as quais requerem, da nossa parte, reflexão crítica. Simultaneamente, algumas redes sociais disseminam outras sementes capazes de nos remeter ao caos. Urge indagar, antes de beber o néctar que nos é oferecido por muitos dos pássaros que não se calam. 

Pelo vazio

Fotografia de P. P.

Sintomas de baixa autoestima

80 anos de Tina Turner

Uma intérprete que marcou as décadas dos anos 70, 80 e parte dos 90 celebra hoje 80 anos.  Creio que todos conhecemos pelo menos um tema desta cantora. Quantos deles fazem parte da banda sonora da nossa vida? 


Ouça e selecione as suas faixas preferidas, da playlist disponibilizada pelo Spotify. O meu primeiro contacto com a cantora foi com What's Love Got to Do with It, seguido deWe Don't Need Another Hero, este último da banda sonora de Mad Max III





A ler, na Visão, este artigo.

Formas de prejudicar a nossa saúde mental

Um edifício singular

Discutir-se o salário médio

A Professora Doutora Raquel Varela, numa das suas intervenções no programa O Último Apaga a Luz, da RTP3, defendeu a importância de discutir-se o salário médio
No seu blogue, atinente ao plasmado no programa citado, escreveu: "... o salário médio, cerca de 950/1000 euros, é o mínimo para se sobreviver; e o mínimo – 635 euros – é de facto o salário miserável. É urgente passarmos da discussão da “mais pobreza ou menos pobreza” para falarmos de qualidade de vida, do direito a viver dignamente do trabalho, sem chegar ao fim do mês com mês e sem dinheiro. Sem poder ter vida própria, acesso à cultura, ir ao cinema ou ao teatro, ir de férias – a maioria dos portugueses, na indústria, nos serviços, e mesmo nas profissões qualificadas, hoje trabalha para pagar contas essenciais..." Varela, Raquel (2019). É Urgente Discutir-se o Salário Médio. Acedido aqui, em 23/11/19, às 2:43PM 


The Deuce - o nascimento do mundo da pornografia

The Deuce é uma série da HBO, em três temporadas, escrita por David Simon, que acompanha o nascimento e crescimento da indústria pornográfica, desde os anos 70 aos 80. O nome da série assenta numa alcunha para a 42nd Sreet, a rua que é o foco da história. As personagens são diversificadas, conferindo realismo: chulos(as), prostitutas(os), drogados, polícias, mafiosos, membros da comunidade LGBTI+, empregados de bar estudantes, famílias triviais e disfuncionais, feministas, etc. 
A primeira temporada da história começa em 1971, numa altura em que o negócio da prostituição ainda ocupava Times Square e a violência ligada a tráfico de droga era um problema dramático em Nova Iorque. As pequenas e grandes situações que possibilitaram a criação da indústria pornográfica como a conhecemos são explicadas, algumas vezes de forma explícita, embora contextualizada. 
No que diz respeito à 2.ª temporada, aquela que menos gostei, a ação decorre em 1977, com a popularização do negócio, que começa a…

A gata que ganhou asas

Desafio de Escrita dos Pássaros #11 A racionalidade é frequentemente posta em causa pelos humanos, em diferentes contextos, numa sintonia de verborreias.
O insulto é a comiseração das fraquezas. Os atos perigam a insanidade, uma vez que estes designam a grandeza e a diferença. Linda pressentiu a dissemelhança daquele dia, pelo que se posicionou no sofá de frente para a cama da dona. O último mês decorreu de forma inusitada, uma vez que ela recusava a comida, já não gritava nem reagia às brincadeiras do neto, e a filha tinha grande dificuldade em desempenhar as tarefas como cuidadora informal.
A certa altura, Linda abriu os olhos e fixou-os na dona deitada no colo da filha, com o neto a tentar detetar eventuais batimentos cardíacos. Prantos de dor fizeram-se sentir, num seio dolente, ofuscados pela intensidade. Num gesto de dignidade, alheia a muitos, a gata, de vinte e três anos, manteve-se durante dois dias naquele sofá, ausentando-se somente por questões fisiológicas prioritárias.

O meu Kobo

Ontem pensei que o meu Kobo tinha morrido. Trata-se de uma ferramenta essencial para ler à noite, sem danificar a visão, tirar notas e consultar o significado de algumas palavras. Culpei os meus dedos por aquela morte inusitada. 
Na  área de cliente do produtofez-se luz e eis que este ressuscitou. Ao contrário do que pensei, o eREADER estava em modo de suspensão e bloqueado. Por isso, não recarregava, não me permitia ler, nem recebia energia. Ainda há quem não lê o livro de instruções. 

Durante anos fui cético para com estes aparelhos e formato de livros. De início, a adaptação não foi fácil, durante uns 5 a 10 minutos. Entretanto, o conforto ocular, os recursos já mencionados, o fácil transporte de obras com 400 a 800 páginas e o não recurso ao papel, prevaleceram. Não devemos esquecer que a leitura promove a plasticidade mental.

Um dever da família

Ugly Kid Joe - Cats In The Cradle (Official Video)

Letra aqui

Sabores

Naquela manhã

Quando a solidão percorreu o vazio que há em mim...

Hábitos diários a adquirir ou manter

Quais são as suas propostas para melhorar a listagem?

Quando um desenho diz Mais

Crianças maiores de 10 anos obrigadas a passar por Junta Médica no apoio para óculos

Foto de James Wheeler no Pexels
Vários são os problemas de visão que interferem nas nossas atividades quotidianas, aprendizagens e atos. Algumas problemáticas requerem uma mudança das lentes para óculos mais amiúde. 
Aqueles que trabalhamos no ramo educacional sabemos o quanto é difícil criar o hábito, nas crianças, de pôr os óculos, durante as aulas, na Escola. Também somos conhecedores das implicações negativas para as aprendizagens e saúde dos discentes quando estes não os usam ou a graduação está desajustada. Perante este auxiliar desadequado ou que partiu durante o intervalo, muitas famílias têm dificuldades em repô-los por questões financeiras. Prioridades que não temos o direito de julgar, pois, ainda há fome nas nossas Escolas. O que dizer das condições de habitabilidade? 
Ao ler as notícias, deparei-me com a acidez feita chegar pelo Diário de Notícias, no artigo Apoio para Óculos. Crianças com mais de dez anos obrigadas a passar por Junta Médica, com base no sítio da Seguranç…

Acordei nu, naquela ilha

Desafio de Escrita dos Pássaros #9
Foto de Sharon McCutcheon no Pexels

Nu, sem pudores, finalmente em sintonia com o meu Eu.
Durante anos, chamei-me Irina. Nasci com o sexo errado, num cérebro aparentemente normal. Desde cedo, senti atração por outras mulheres.  Apesar de, na escrita, estar a utilizar o género feminino, por forma a não confundir o leitor, nunca fui “ela”. Nunca aceitei ser tomada por lésbica. Sempre me senti homem e os gostos/tendências obedeceram ao género, quando as assimetrias ainda eram evidentes.
Neste meio século de vida, nunca fui amada. A minha família, católica praticante, jamais me aceitou. Na verdade, nem tentei. Sempre estive atenta aos comentários tecidos pela minha mãe e outros familiares em diferentes contextos. Segui o ramo de investigação, mas só consegui trabalho no ensino. Os primeiros vencimentos permitiram começar a entender-me, em diferentes especialidades, nos HUC. 
Entretanto, uma vida repleta de máscaras e de um sofrimento que poucos entendem.  …

Ansiedade

Abba - The Last Video

Antena Aberta - Os chumbos e a Indisciplina nas nossas Escolas

Antena Aberta Os chumbos e a indisciplina dentro das escolas.  Diariamente na Antena 1, a opinião dos ouvintes. Um tema por cada dia, atual e relevante, analisado por especialistas e comentado pelos ouvintes da Rádio pública. De 2ª a 6ª feira, 11h00. Edição de António Jorge.
Para ouvir o fórum, clique na hiperligação inicial. Como é hábito, o nosso ministro da educação não dá a cara (neste caso a voz). A voz da tutela fez-se ouvir...

Alguns pais olham para os filhos e vêem um porquinho-mealheiro

Fonte aqui

Direto a Si, dr. António Costa por Santana Castilho

Na sua crónica semanal no Público, datada de 30/10/19, Santa Castilho, com a sensatez que lhe é característica, apontou o dedo a muitas das feridas no sistema educativo português, num só sentido.

Na Educação, o ambiente é de profundo mal-estar e o programa do novo Governo não conseguiu atribuir-lhe qualquer réstia de esperança. Outrossim, acentua a onda de “planos”, “projectos” e “estratégias”, para picar os miolos aos professores. Antes de Maria de Lurdes Rodrigues, todos sabiam exactamente o que fazer. Os chefes eram menos e as escolas funcionavam. Depois cresceram os chefes. E consigo, dr. António Costa, cresceu a desorientação e o deslumbramento com as pedagogias sem sentido. E cresceram as siglas “eruditas” para denominar inúteis organismos, projectos, plataformas e planos. Veja estas, dr. António Costa (e não são todas), criadas pelas suas luminárias da modernidade: ACES, ACCRO, AERBP, AIRO, CAA, CAF, CD, CEB, CP, CPCJ, CRI, CT, DAC, DEE, DT, EE, EECE, EFA, ELT, EMAI, EO, ESAD, …

Escolas Sob Pressão

Ontem, ao ver o Prós e Contras,  da RTP1, cuja hiperligação do programa na RTP Play partilho com o leitor, senti reiteradas algumas das minhas ideias anteriormente escritas aqui.
Um programa sem variáveis definidas, com traços de egos inflamados, poucas verdades e experiências pouco diversificadas, por parte dos intervenientes.  Aparentemente, pelo que concluí, a violência nas escolas é uma utopia. Os programas desajustados dos níveis etários dos alunos nem mereceram destaque. Em suma, um programa que procurou alimentar A Máquina. Entretanto, continue-se a bajular muitos dos diretores capazes de dizimar os órgãos dos colegas e a abnegar a realidade.
O meu louvor ao colega, antigo diretor de uma escola TEIP, que sem vergonha relatou situações de violência por si vividas e que muitos dos colegas, naquele cargo, fingem não ver nem ouvir.
Não sou a favor de certificados de mérito e excelência pelo que tenho dificuldade em entender o que se entende por "professor do ano". 
Um pa…

Beto & Rita Guerra - Brincando com o Fogo

The Elephant Queen na Apple +

The Elephant Queen (2019) from BMG Production Music UK on Vimeo.
Song of the River by Tim Oliver – ALT136 – Primal Voice and Drums
https://app.bmgproductionmusic.co.uk/track/6244744


Relativamente à Apple+, a minha curiosidade prende-se, para já, com o documentário A Rainha Elefante. Quantas lições de vida, por aqueles que tantas vezes consideramos irracionais, também eles a viver em comunidades. 
Como é sabido, o clima, as alterações no planeta e as interações sociais condicionam vidas. A sustentabilidade de muitos ecossistemas está em risco. Neste documentário, a progenitora, avó, líder é-nos apresentada como tantas outras mulheres (e homens) deste mundo. A luta pela sobrevivência, muitas vezes além das relações predatórias.

Da Netflix à Apple+ : um novo paradigma?

Entre nós, há uma nova plataforma de streaming: a Apple Tv e respetiva APP.
Com uma mensalidade que ronda os €5, à semelhança da HBO Portugal, nesta, alguns filmes e programas podem ser alugados. Neste momento, ao aceder à Apple +, constato que Scooby-Doo The Movie (2002) pode ser comprado por €9,99.



O período experimental é de 7 dias. Embora ainda não detenha muitos pormenores, no atinente às diferenças entre a APP e Apple TV, os conteúdos transmitidos têm elevados padrões de som e imagem, o que nem sempre sucede na concorrente citada, ainda sem oferta em 4K. Já na Netflix, a qualidade de som e imagem difere nos planos propostos, com valores entre os €7,99 e €13,99. Por outro lado, na Prime Video, por uma mensalidade que ronda os €5, encontramos conteúdos em 4K e com HDR, num catálogo ainda pouco vasto. 
Em simultâneo, a TV "por Cabo", parece vir a desagradar-se com os anos. No nosso caso, os canais premium de cinema deixam muito a desejar quando comparados, por exemplo, c…

Sobrevivência nas Escolas

Artigo de opinião de Valter Hugo Mãe
Numa escola, quando me recebiam em grande festa, o alarido escondeu um gesto horrível que só eu vi.

Insensato está nomeado para os Sapos do Ano

Os Sapos do Ano são uma iniciativa levada a cabo pela Magda Pais e pelo David Marinho, cujos blogues estão alojados na Sapo, por forma a dar a conhecer blogues anónimos escritos em português, como pode ler aqui.
Neste ano, o Insensato ficou nomeado nas categorias Educação e Generalista. Atendendo ao número de blogues sobre Educação, em Portugal, sem qualquer ligação sindical, partidária e sem interesses pessoais, está será a categoria a concurso. 

A nomeação deixou-me muito surpreendido. Por um lado, surgiu de forma inesperada e a categoria pareceu-me desajustada. O início do Insensato, que guardo no WordPress seria, a meu ver, a de Opinião/Generalista. Aliás, foi aqui onde comecei a escrever acerca de séries, numa tentativa de lutar contra o burnout e recomeçar, após tantas perdas. Ao analisá-lo em pormenor, constatei que, mesmo nas publicações referentes à análise de séries, a educação está presente. O blogue tem seguido esta vertente, pondo a nu muito do que se passa nas nossas E…

Um Email à Minha Infância

De repente, em lágrimas, apontei a faca em direção ao meu ventre. Simultaneamente, as lágrimas lavavam sofregamente o meu rosto, até avistar uma folha de papel. Comecei a escrever. De todas aquelas linhas, a culpabilização pelas imperfeições, por não me sentir amado e pela solidão. 
Julguei nunca vir entender o conceito de família. O meu, era diferente dos restantes. Queria tão pouco.

Volvida uma década continuei a sonhar com uma casa humilde, com o amor à lareira e o espírito de união. De pouco me adiantava o que tinha. A sensação de rejeição por parte dos familiares ainda se tolera, mas quando um elemento está diariamente connosco, como agente supremo e ditador, as imagens tornam-se difusas.

Naquele dia tive coragem e gritei: “Não gostas de mim. Nunca gostaste de mim. Que culpa tenho por ser teu filho quando, no meu lugar, devia estar o teu afilhado? Ele parece feito à tua imagem, mas sou diferente e jamais conseguirei ser igual. Além de que não quero. Os nadas não fazem parte de mim,…