As Escolas não são Campos de Batalha


Imagem de David Mark por Pixabay


Pode ler-se no Sapo 24, de acordo com a Associação de Diretores, As Escolas não são Campos de Batalha.


Os diretores garantem que as agressões a professores e funcionários são casos isolados e que a imagem das escolas como “campos de batalha” está errada e longe do que se passa nos mais de cinco mil estabelecimentos de ensino do país.

 A ideia difundida por muitos deles deve-se:

- à falta de contacto com os atores da comunidade educativa;
- à complexidade dos procedimentos acusatórios que os docentes e assistentes operacionais têm de levar a cabo, por forma a instaurar um processo disciplinar;
- aos professores e auxiliares não estarem protegidos pela Lei, quando agredidos;
- ao ignorar quando também eles são desrespeitados ou humilhados:
- às barreiras criadas, as quais colocam, em 1.º lugar, o professor na frente de combate:
- as Estatísticas;
- ...

Comentários