Avançar para o conteúdo principal

Velas decorativas de charme e solidárias

Na BE2ADORN pode adquirir velas decorativas de charme, com formatos diferentes, texturas incomuns e cores de tendência. Além de muito bonitas, são feitas à mão e a marca é portuguesa. Este projeto foi idealizado e concretizado pela Rita Nunes e o Nuno Costa, como pode ler aqui.





Face ao meu fascínio pelas Ciências Naturais, não posso ficar indiferente ao modelo Conjunto de Troncos, que pode encontrar aqui. Observe os pormenores.


O Professor está a dar cabo de mim

Pelo que ao ler, não deixe de abrir as hiperligações.


https://www.duniverso.com.br/tirinhas-engracadas-xv-reciclagem/

Ao longo dos anos, a vida de professor tem-se revelado “stressante”, associada a percursos deambulantes, com propósitos dúbios. Assim induz um Ministério insensível, intolerante, inerte, incapaz e desatento à saúde dos seus atores.  Os dias de tranquilidade parecem não se avistar, tal é Esta Vida de Marinheiro. Por vezes, por forma a avaliar o nosso humor, já que os deuses devem estar loucos, há Azar na Praia.


A vigilância de exames é uma das minhas aventuras intermináveis. O mutismo forçado e a postura “hirta”, sem nada de estimulante, qual Amocha Maria. A ansiedade instala-se, pois ver alunos em sofrimento, sem nada poder fazer não me é fácil. Dias em que. Não tem Talo o Grelo.

Naquela manhã, o calor fazia-se sentir, adivinhando-se não encontrar quem dissesse: “Eu Descasco-lhe a Banana. Após o duche, decidi vestir uns calções confortáveis, aparentemente adequados, apesar de ter emagrecido. Ao sair de casa, já atrasado, eis que a minha mãe retorquiu: 
— É melhor pores cinto! Vais arrepender-te. 

Não, ela não podia ter razão. Eu até vesti as cuecas (ups, aquele dia do meu exame de...), pelo que nada abanava, à exceção das gorduras localizadas. Dirigi-me para o carro e pus-me a caminho da Escola Secundária. 
Ao chegar, um dilema: estacionar entre dois carros ou ficar “à vontade”, a uns metros de distância? Hummmm... Ao avistar dois espaços livres contíguos, torto daqui e direito dali, lá deixei o instrumento móvel. 

Troquei os óculos de sol pelos graduados e com o meu estilo teen sai em “grande estilo”. Isto porque I’m to Sexy para um Corsa de 92. Em mim, os focos dos raios de luz, qual estrela de cinema assustada. Subitamente, deparei-me com os meus calções entre as nádegas e os joelhos, agarrados por uma mão, num ato irrefletido. A cena, ao estilo American Pie, da perspetiva do “passeio dos doutores”, naqueles Jardins Proibidos, terá dado a ideia de que eu estava a chegar ao clímax. Pelo menos, não fiquei com o pénis entalado na porta, vidro ou fecho éclair. Que sensação, Everybody. Durante a vigilância, aquele aperto. Ufa, aquele Pau da Roupa deu trabalho 
   

Uma aventura inicialmente escrita e publicada no Diário do P., a 28/06/17 para o Desafio de Escrita Os Pássaros #3

Comentários

  1. Respostas
    1. Naquele dia, o período da manhã foi uma https://youtu.be/Gf1WT8VEZxk

      Eliminar
  2. Ai esse dress code! Ahahahha! O que me ri. Já me contaram essa das vigilâncias e muitas outras. A minha irmã é professora. Deixo também um link, embora eu própria não tenha paciência para ouvir o Gabriel de fio a pavio. Vale a pena dar uma volta pela letra. Está tudo de saco cheio... ;)

    Estudo errado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para alguém tão sexy não há dress code que aguente.😋 Ups, o meu nariz...

      Sempre detestei o formalismo das vigilâncias. Se os alunos soubessem que também estamos nervosos...

      Belinha, não consegui aceder ao link. Na barra inferior do Chrome surge somente javascript 🤷‍♂️

      Um abraço,
      P.

      Eliminar
    2. Consegui encontrar a hiperligação na caixa de email Gabriel o Pensador - Estudo Errado

      Obrigado!

      Eliminar
  3. hehehehehehe
    Desculpa lá o mau jeito mas alguns dos links nem os abri! Uns por os conhecer... outros, porque o título era por demais sugestivos e não me iriam nada ajudar a digestão!
    Ainda por cima, o ano lectivo ainda só está a começar e eu já ando com dores de estômago! 😃

    Ah... olha: as mães têm sempre razão! 😎

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sabes o que perdeste sem ouvir pérolas tão enriquecedoras.
      A 1.ª e a última foram as primeiras músicas que aprendi a tocar, de ouvido, no acordeão. Uma aventura terrível, pois além de não fazerem parte do meu estilo, aos 15 pura e simplesmente não as conhecia.

      Anos letivos = papelada + papelada + papelada
      3x papelada = burocracia

      E o tempo para preparar aulas?

      Bjs,
      P.

      Eliminar
    2. Não perdi... só ganhei! :)))

      Eu aprendi a tocar acordeão ali por volta dos 14 anos! Mas como deixei de praticar, se hoje pegasse num, acho que nem o "Balão do João" saberia tocar! :/

      Eliminar
    3. Eu também.
      (teria 14? 9.º ano)

      Como se não bastasse, sou canhoto e o acordeão era para destros (não sabíamos que existiam diferenças). De início foi tão, mas tão difícil. Além de que, quem escolheu o instrumento a aprender foi o meu pai. Tempos em que projetos de adolescentes não tinham opinião LOL

      Eliminar
    4. Toca acordeão? Acho o máximo! Sempre gostei desse instrumento mas as pessoas desdenham um pouco por ser "popular". Só que não. E para quando um vídeo com uma interpretação? Conhece este jovem? Sou uma entusiasta do Youtube, com todas as porcarias que tem, para mim ele foi o que de melhor a internet trouxe. Descobrem-se por lá toda a espécie de intérpretes: aquimais pop, https://www.youtube.com/watch?v=5seeYV5Jug0, aqui mais folk- https://www.youtube.com/watch?v=f5UGmlSWQYs. Adoro, simplesmente. Como é que se pode não gostar?

      Eliminar
    5. Bom dia, Belinha,
      Excelente partilha. Obrigado.
      Deixei de tocar acordeão após o 1.º ano de curso. Levei-o para a cidade onde estudei, mas ao ensaiar sempre receei ter algum desconhecido a reclamar. O som era muito bom. Naqueles tempos, ainda o acordeão estava muito associado a folclore. Sobretudo, aos ranchos folclóricos, dos quais nunca consegui gostar.
      Cá em casa, em vinil, tínhamos um LP de um acordeonista francês, semelhante às obras partilhadas, o qual quebrava ideias pré-concebidas. Já por cá, os Sitiados marcaram a diferença ao utilizar este instrumento.


      Bom domingo.
      Abraço,
      P.

      Eliminar
  4. Haja sempre boa disposição :-)
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tento chegar ao teu nível, mas não é fácil. 😁

      No Google escreve "perfil blogspot" e edita o teu: podes colocar o avatar do teu blogue, o endereço do mesmo,... Apesar dele estar ali ao lado, na secção "humor", os leitores que ainda não se tenham apercebido podem fazê-lo através dos teus comentários.
      Abraço,
      P.

      Eliminar
  5. Moral da história: é melhor ouvir sempre a mãe 😀.
    Não pude abrir os links porque estou num espaço público. Não sei se as outras pessoas iam gostar.
    No Sapo apareço como Charneca em Flor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo, apesar de a tendência ser sempre a oposta.

      Tens um nickname tão interessante no blogger. Já te identifiquei: "a minha farmacêutica".

      Abraço,
      P.

      Eliminar
  6. Olá! Fiquei contente com o seu comentário! Só agora comecei a ler os Desafios e vim aqui à procura do seu mas não encontro. Fez gazeta? Uma boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não Belinha. Tenho por hábito dar outros títulos, se assim achar conveniente. Só no final do post menciono "Texto baseado (ou não) em factos reais para o Desafio dos Pássaros #x" Por exemplo, no meu caso, quem disse "não", não foi uma mulher, mas um homem. Assim dei lugar ao texto "Assédio", baseado em acontecimentos reais.
      Nesta sexta, muito provavelmente não participarei. Muitas tarefas e atendendo à minha profissão, tendo eu já trabalhado com diferentes religiões, sempre com respeito por parte dos alunos/pais, não quero perder essa ligação.

      Abraço,
      P.

      Eliminar

Enviar um comentário

Este blogue resulta de histórias, pessoas, vidas, sonoridades, olhares, opiniões e crítica. Por isso, não deixe de comentar.

Obrigado.
P.

Mensagens populares deste blogue

O Afastamento dos Professores do Ensino

Amor Marginal