Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[In]sensato

O (in)correto deambula entre nós

[In]sensato

O (in)correto deambula entre nós

Desafio | Desarrumações Mentais

   Este desafio foi-me lançado pela Desarrumada . Logo considerei-o hilariante.

Vamos levá-lo avante?

 

1 - Se te pagassem 100.000€ para posares na capa de uma revista, a segurar uma garrafa de champanhe numa mão e com alguém ao teu lado a dar-te morangos à boca vestido com o fato-de-banho verde do Borat, preferias que essa pessoa fosse o Manuel Luís Goucha ou o Fernando Mendes?

 

Sem dúvida, o Fernando Mendes. Juntos seriamos confundidos com uma bola de neve e ninguém reparia devidamente em tal ousadia. Remus, juntas-te a nós?

 

Borat

 

2 - Ias num cruzeiro, o teu barco naufragava, só havia dois sobreviventes e ambos davam à costa na mesma ilha deserta, com 4 metros x 4 metros. Teriam que obrigatoriamente conviver um com o outro todas as 24 horas do dia e ajudar-se mutuamente para sobreviver. Escolhias naufragar com o Donald Trump ou com o Kim Jong-un?

 

 

Esta pergunta não é de resposta fácil. Embora o Kim seja muito inteligente, enquadro-o num perfil semelhante ao de Hitler, sendo muito inteligente. Bem sei que, em termos de sobrevivência, dada a inteligência, este seria a melhor escolha. Porém, prefiro ficar em risco de morte com Donald Trump, que muito tem a aprender com o Robison, que por lá parecerá. 

 

3 - Estás de olhos vendados numa câmara de tortura a ouvir em loop os mesmos 5 CD's. Não sabes quanto tempo vais lá estar, pode ser 1 dia, pode ser um ano. Que banda sonora escolhias: Quim Barreiros ou Ana Malhoa?

 

Quim Barreiros, claro, Pelo menos, tem humor e é deste mundo. Até agora, ainda não descobri elementos estranhos no meu corpo, causados pela Ana Malhoa, ao contrário do Triptofano.

 

4 - Escolhe, rápido: uma martelada no meio da mão direita ou bater com o dedo mindinho do pé esquerdo na quina de um móvel?

 

Bater com o dedo mindinho do pé esquerdo na quina de um móvel. Certamente ouvir-se-à uma palavra muito feita, mas sem outras consequências de maior. Quem gosta de marteladas, é o nosso HD.

 

5 - Última pergunta desta ronda: se fosses eleito presidente de Portugal, e te fosse concedido um génio da lâmpada que só te pudesse realizar um único desejo relativamente às tuas acções políticas, tu optavas por aumentar o salário mínimo para 1100€/mês ou fazer com que nunca mais houvesse um incêndio em Portugal?

 

Pergunta muito difícil, mas penso que dada a minha consciência ecológica e os benefícios a curto e longo prazo, optaria por que não mais houvesse um incêndio em Portugal. 

 

Para dar continuidade a este desafio, podendo responder às perguntas nos comentários ou elaborar uma publicção, nomeio o Robison, o HD, o Remus e a Fátima.

Garbage - Milk

   Na véspera de rever os meus alunos e na melancolia associada a este momento só meu, uma memória dos anos 90. Sim, até eu fiquei pasmado, dado trazer-vos um êxito que não da década de 80. Talvez por estar prestes a concluir 20 anos ao serviço de um Ministério da Educação que roubou-me sonhos e praticamente tudo do que mais gostava na arte de ensinar.

 

shirley manson

 

 

Dos Garbage, Milk é um tema que associo à sensualidade. 

Um tema a ouvir enquando dissiminamos amor, ou o praticamos. Ainda que a letra não o pretenda...

Vamos recordá-lo?

 

 

 

Letra

 

 

 

 

Arte | Tamara de Lempicka por Teresa Alves

   Hoje, trago-vos uma interpretação de Tamara de Lempicka.

Esta obra foi levada a cabo pela minha prima Teresa Alves, que conhecem como figurinista de vários êxitos da teledramaturgia do canal televisivo TVI, tendo iniciado a sua carreira, na década de 90, na extinta NBP. Confiram a sua  galeria no Instagram.  Esta pintura consta ainda do Atelier Internacional de Belas Artes

Ao contrário de muitos artistas, a Teresa não gosta de reconhecimento (se as minhas orelhas aparecerem vermelhas, já sabem qual a razão!). Porém, é uma mulher intemporal, conhecedora de diferentes culturas e estilos.

 

   Podemos encontrar várias obras de Tamara de Lempicka no sítio eletrónico que aqui partilho. Das suas palavras destaco:

 

Among a hundred paintings, you could recognize mine,

my goal was:

Do not copy. Create a new style, ...

colors light and bright,

return to elegance in my models.

 

O que vos parece que a artista tentou salientar?

 

 

Interpretação de Tamara Lempicka por Teresa Alves

 

   Na minha humilde interpretação, sem qualquer conhecimento científico na área, a Teresa fez uma homenagem à mulher. Aquela que, atualmente, é enquadrada nas "diferentes", dados os atuais padrões estéticos. Muito há a fazer pelas mulheres e homens que não obedecem aos padrões estabelecidos. 

Esta mulher, de linhas fartas, é dotada de sensualidade. Veja-se como toca os mamilos, utiliza os vermelhos, típicos do desejo carnal e deita-se de forma provocante/convidativa. Como tal, estamos perante uma mulher atualmente considerada XXL, à qual não são abnegados o direito ao desejo, à emancipação, ao prazer e à beleza, que se distingue do esteticamente padronizado para a nossa época.

Estilo Masculino - Os meus JOOP!

20170831_100045.jpg

 

   Nem todos os perfumes masculinos têm de ser dispendiosos ou deterem-se perante fragrâncias semelhantes. 

A proposta que vos trago chegou-me pela Fapex, não sendo esta uma publicação patricionada. Na verdade, desconhecia os JOOP! . Até ao momento, colecionei as fragrâncias apresentadas na fotografia. Tudo começou com o JOOP! Home, de 1989, algo misterioso, doce, sensual, envolvente, um pouco oriental, com notas de cabeça de bergamota, canela e flor de laranjeira; notas de corpo de madeira de sândalo, vetiver, mel e nicotiana; e notas de base de cumaru, almíscar e patchouli. Um perfume de noite ou a utilizar, sobretudo nos meses mais frios. Não tenha medo do cor-de-rosa! Este é um perfume para homens maduros e a escolha de muitas mulheres, apesar de não ser unissexo.

 

 

 

   Das minhas aquisições, seguiu-se o JOOP! Homme Extreme. Bom, mas em meu entender, não superior  ao anterior. Na minha pele, a fragrância deixa de estar presente com maior rapidez, embora mais intensa. 

 

 

 

 

   Para os meses de calor, nada como JOOP! Jump. Este é um perfume atlético, ou para homens mais discretos, em que  "A notas refrescantes de grapefruit, juntamente com alecrim e tomilho irá levá-lo para o oceano e você poderá saborear a sensação de beleza dos momentos únicos com o perfume Joop!." As notas de cabeça são de carum e alecrim, finalizando com almíscar, camarum e vetiver, como notas base.

Queridos Pais e Mães

 

 

   Algumas sugestões tão simples, mas que para muitos não são fáceis. 

Os nossos perfis podem não corresponder ao desejado e estar aquém do filho do vizinho. Mas não deixamos de ser gente e ter aspirações. O futuro traça-se tirando partido das potencialidades e procurando melhorar as áreas menos boas.

 

Querida mãe, querido pai

 

Contra um mundo de alterações climáticas

   Em Portugal, quase tudo se esquece. Há que dar prioridade à vaidade de um umbigo, exibindo extravagâncias ou alimentando o que pouco importa. 

 

   O Homem não detém o controle nem a chave da Natureza. 

Esqueçam-se os incêndios, menosprezem-se as consequências, entenda-se o aquecimento do planeta com uma repetição do passado ou forma de manter o bronzeado, não se cultive um mundo para os nossos descendentes.

 

 

Adianta falar nisto?

 

 

 

Toma Lá Pai

 

   Ontem, tive uma conversa muito agradável com um aluno já no ensino superior. Em determinado ponto dialogamos acerca do percurso de alguns dos colegas. Desde o início, aquela minha direção de turma não foi nada fácil, atendendo à média das idades e fatores ambientais. Infelizmente,  o que receava concretizou-se. De nada adiantou enfrentar pais com unhas e dentes, ser considerado mau ou antipático... Conforme crescemos, vários são os caminhos com que nos deparamos. Uma estrutura coesa e regrada possibilita a escolha dos melhores ou menos conturbados.

 

   Quando desde cedo os comportamentos disruptivos se fazem sentir, maior é a importância do trabalho conjunto entre pais, professores e estruturas promotoras da Saúde. Remando em caminhos opostos, o resultado é previsível... Por outro lado, os chamamentos, muitas vezes mudos, não podem ser abnegados.

 

   

 

 

 

Toma Lá Pai